Instagram converte-se em cenário para a difusão do sexting

hotstagram-sexting-instagram

O Instagram está cheio de mulheres que acumulam milhares de seguidores publicando fotos suas em poses provocantes. De olho nelas, un garoto de 27 anos decidiu criar o Hotstagram, serviço que promove um concurso com o objetivo de encontrar a garota —e o rapaz— mais sexy da rede social.

Ao entrar no site, o usuário se depara com um ranking com as primeiras colocadas. Muitas das fotos são auto-produzidas diante dum espelho, uma forma muito frequente de sexting. A competição se desenvolve por meio de duelo entre parelhas de imagens de diferentes candidatas. Para fazer a seleção das fotos, o autor do site indexou algumas contas e hashtags. Não se sabe como filtra (se filtrar) as que poderem ser fotos de menores de idade.

Fonte: Info online e TelasAmigas.

Últimas notícias de diversas fontes acerca do sexting em Stop-Sexting.info.

Suspeito pela sextorsão a Carolina Dieckmann é menor de idade

hackers-cetesb-HG

Entre os responsáveis por invadirem o site da Cetesb e divulgarem fotos íntimas da atriz Carolina Dieckmann, que segundo as investigações são do interior de Minas Gerais e São Paulo, acha-se um menor de idade quem seria o responsável por pedir R$ 10 mil para que as fotos não fossem publicadas.

Uma varredura no computador de Carolina constatou que foram roubados 60 arquivos dela. De acordo com o advogado dela, Carolina disse que não sabia que as fotos íntimas estavam no computador que ela mandou para o conserto.

De acordo com o advogado, Carolina havia procurado a polícia antes da publicação das fotos, que orientou a não divulgar a chantagem e a responder aos e-mails para montar uma emboscada. Entretanto, o chantagista enviou as fotos para dois sites pornográficos na Inglaterra e nos EUA, que publicaram as imagens. Em 15 deste mês tambem foram publicadas no site público da CETESB, substituindo a página de início.

O advogado da atriz notificou o Google para bloquear a busca por essas fotos e conseguiu que os sites pornográficos que inicialmente a publicaram, as retirassem do ar.

A atriz tambem viu no mesmo caso creakeada a sua conta na rede social Twitter.

Fonte: R7

Cyberbullying e incitação ao ódio na Internet cada vez mais comuns com as redes sociais

netiqueta-redes-sociais-COPYRIGHT-telasamigas-EDEX-CRC

Páginas incitando o ódio e a intolerância a culturas, etnias, orientações sexuais, religião têm se tornado cada vez mais comuns na internet. Com a popularização das redes sociais, esse tipo de mensagem passou a ser propagada com frequência ainda maior em Tumblr, perfis no Twitter e páginas no Facebook.

A liberdade de expressão é um direito assegurado na Constituição Federal do Brasil, mas existe o chamado Principio da Dignidade da pessoa Humana, no qual todas as leis devem ser interpretadas. Contudo, os crimes básicos relacionados à internet ainda não estão muito bem separados, devido à antiguidade do Código Penal Brasileiro.

Por duas vezes a administradora Júlia Maria da Costa Melo, de 22 anos, foi vítima de ofensas consecutivas e ações prejudiciais na Web. Aos 16 anos ela encontrou uma página na rede social Orkut que continha diversas ofensas dirigidas a ela. Anos mais tarde criaram um fake (perfil falso) em seu nome da rede social de perguntas e respostas Formspring. Ela denunciou a ação junto com sua família e amigos, e as páginas foram retiradas do ar.

Fonte: Diário do Vale.

Sexting: mais de 25 mil usuários assitiram na Twitcam a jogos sexuais de casal adolescente

toddy-sexo-e-restart-375x218

Por volta da meia noite de 24 de julho, um adolescente de 16 anos e sua namorada de 14, começaram a praticar a nova moda do Sexting na Twitcam – TV ao vivo do Twitter. Por alguns minutos, mais de 25 mil usuários do microblog puderam assistir à garota ser molestada de forma consensual.

Enquanto se anunciava que a polícia ia investigar o adolescente, ele criou outra conta no twitter com acréscimo de uma letra e abriu novamente sua twitcam. A garota respondia algumas perguntas da legião dos adolescentes que correram para a Twitcam da nova conta do adolescente, transformado em mito da noite para o dia. Na rede é assim, num clique se apaga uma conta e num outro se cria uma nova.

Fonte: GLOBAL VOICES